O segredo para escrever histórias que merecem ser lidas

Talvez uma das maiores inseguranças que pairam sobre um escritor, especialmente caso ele ainda não tenha dado o primeiro passo para a autopublicação, é se o seu livro realmente merece ser lido por alguém. Hoje, vamos ensinar como escrever histórias que merecem ser lidas. O segredo é mais simples do que você pensa.

Antes de mais nada, é importante chegar à raiz do problema. Todos sabem que não é fácil se tornar um autor de sucesso, e para muitos escritores, essa mensagem é traduzida como “são poucos os escritores que realmente têm talento”. Quando o único objetivo é alcançar o sucesso, a motivação para escrever e publicar livro diminui.

A verdade é que definir o que é o sucesso é um processo muito subjetivo, e essa história de talento é muito duvidosa. Isso porque o significado do sucesso é diferente de pessoa para pessoa e, quando falamos em talento, em geral, pensamos em uma capacidade de escrever textos de alta qualidade que não exige esforço algum.

A maioria dos escritores de renome, que conquistou o “sucesso”, não saiu da barriga da mãe já escrevendo best-sellers atemporais. Esses escritores trabalharam duro e escreveram todos os dias, aplicando na escrita a disciplina que qualquer emprego exigiria. Pode até ser que algumas pessoas tenham uma predisposição para escrever bem, mas nada substitui o esforço e a disciplina para um autor profissional, e esses casos de sucesso apenas confirmam isso.

Por isso, se você sente que existe uma seleção natural que o impede de escrever histórias que merecem ser lidas, pare tudo e reveja os seus conceitos!

Nós, da Bibliomundi, acreditamos que todos têm o direito de se expressar livremente. A literatura é de todos para todos, assim como o direito de ler e escrever livros de não ficção. Se você tem uma ideia que quer expressar em palavras dentro de um livro. Vá em frente.

Como diz Neil Gaiman, premiado autor contemporâneo:

Assim que puder, comece a contar as histórias que só você é capaz de contar, porque sempre existirão escritores melhores do que você e mais inteligentes do que você… mas não existe ninguém igual a você.

A sua voz é única. As suas ideias são únicas. Ainda que você sinta que não sabe como escrever histórias que vão se destacar das outras, a verdade é que esse talento, o talento para ser você mesmo, uma pessoa única e insubstituível, você já tem. E isso faz com que todo livro que você imaginou mereça ser escrito, publicado e lido.

Quanto ao famigerado sucesso, não existe bem uma definição universal do que ele realmente é. Para alguns escritores, sucesso é publicar best-sellers. Para outros, é ser reconhecido pela academia. E para aqueles mais humildes, é simplesmente conseguir terminar de escrever um livro, o que, convenhamos, é uma façanha que os escritores que têm medo de não alcançar o sucesso geralmente não conseguem realizar.

Dar um passo de cada vez é fundamental. Primeiro, concentre-se em encontrar histórias para escrever. Depois, em como fazer um enredo bem planejado e escrever o seu livro até o final. Então, edite o seu próprio livro com cuidado e atenção. Por fim, é hora de publicar ebook e, caso otimizar as vendas interesse você, crie uma estratégia de marketing.

Você é capaz de conquistar todos os seus objetivos, mas não se desanime antes da hora e não dê um passo maior do que a perna.

Dica para escrever histórias que merecem ser lidas

Muito bem, você já captou toda a ideia de como sua voz é única e etc., mas e as dicas práticas? Tem mesmo um segredo para escrever histórias que merecem ser lidas? Nós, da Bibliomundi, nunca mentimos. Então, sim, há um segredo.

Pergunte a si mesmo “por que minha história deve ser lida?”. Pode parecer bobo ou até uma enganação, mas essa é uma técnica ensinada por profissionais criativos de diversas áreas, como a literatura e o cinema, por exemplo.

Você deve criar uma argumentação na sua própria cabeça sobre o valor da sua história. Por acaso ela defende alguma causa social? Ou terá um impacto em algum público específico? É uma ideia diferente? É uma ideia que você acredita que vai agradar leitores com o gosto igual ao seu?

Todos esses motivos são válidos. E existem muitas outras possibilidades. Trabalhe a sua confiança, lembre-se das palavras do Neil Gaiman e, então, faça essa pergunta a você mesmo. A resposta está dentro de você.

E aí, autor? Descobriu como escrever histórias que merecem ser lidas? Compartilhe a sua própria resposta para a pergunta “por que minha história deve ser lida”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *