Dicas incríveis para escrever uma fanfic

Fanfiction, fanfic ou simplesmente fic é o nome que se dá para uma obra de ficção baseada em personagens e/ou universos já existentes, que podem derivar desde livros e filmes até a vida real. Elas costumam ser publicadas em capítulos.

É uma forma casual e divertida de desenvolver o hábito e a aptidão para a escrita. A motivação é simples e muito pura: poder viver prolongadamente em um mundo que você adora.

Pense bem. O seu livro favorito acabou e você não sabe o que fazer para preencher o espaço vazio deixado. Além disso, você está morrendo de saudades das suas personagens favoritas e sua mente está cheia de possibilidades. Para onde você pode correr? Para as fanfics, é claro!

No mundo das fanfics, você pode destrinchar o passado, o presente e o futuro das suas personagens favoritas. Pode mudar os eventos da história canônica (oficial). Pode até mesmo criar universos alternativos onde suas personagens vivem vidas completamente diferentes.

Alternativamente, você também pode se apropriar do mundo maravilhoso que outro autor criou e popular ele com suas próprias personagens. Afinal, quem nunca quis ir pra Hogwarts?

As fanfics são um mundo de possibilidades criativas e, muito mais do que isso, também são um mundo de oportunidades para jovens escritores e até mesmo artistas consagrados.

Se você parar para pensar, de certa forma, nós criamos fanfics há centenas de anos. É o que pode se dizer das peças de Shakespeare inspiradas em pessoas reais, como A Tragédia de Júlio César, do livro Ulisses de James Joyce, baseado na Odisséia, e até mesmo de filmes como a versão de Alice no País das Maravilhas dirigido por Tim Burton, que mostra o futuro de Alice (dica: isso não estava no livro).

Ainda assim, mesmo que você se atenha aos textos que foram escritos com o propósito único de serem fanfics como as vemos hoje em dia, isto é, obras amadoras disponibilizadas de graça para uma comunidade de fãs composta majoritariamente por mulheres, há casos de muito sucesso.

Autopublicação Sebastian Bella Prudêncio

Alguns exemplos notáveis são 50 Tons de Cinza de E.L. James, que a princípio era uma fanfic de Crepúsculo; After, a fanfic escrita por Anna Todd baseada na banda One Direction e que está se tornando um filme; e o nosso exemplo da Bibliomundi, o livro Sebastian de Bella Prudêncio, que já foi uma fanfic inspirada no ator Sebastian Stan.

Dicas incríveis para escrever uma fanfic

Como você pode ver, o mundo está cheio de fanfics, mesmo que nem todo mundo conheça esse termo ainda. E esse crescimento das fanfics é ótimo porque, acima de tudo, ele dá voz para pessoas que não tem, e isso é exatamente o que a Bibliomundi procura.

Com as fanfics, jovens meninas e meninos que ainda não tem muita experiência na escrita podem explorar sua criatividade e aprimorar seus talentos. Pessoas mais velhas podem se divertir e revisitar suas obras de ficção favoritas. Todo mundo sai ganhando.

E, é claro, quando você escreve uma fanfic muito boa e consegue ver nela uma obra completa, digna de autopublicação, então, você tem todos os motivos do mundo para publicar ebook. É só não infringir os direitos autorais, é claro.

Escrever fanfics é ótimo, é divertido, é motivador. Mas como escrever uma fanfic incrível?

1.     Escolha como será sua relação com a obra original

Fanfics podem ter diversas abordagens em relação à obra original, de acordo com o tipo de “lacuna” que você quer preencher. Os modelos mais comuns são:

  • Continuação – história que se passa após os eventos canônicos, geralmente tem estilo semelhante ao original
  • Side story – história se passa simultaneamente aos eventos canônicos, mas não faz parte da obra original
  • Spin-off – mesmo mundo, mesmas personagens, mas nesta fanfic, o protagonista é um dos coadjuvantes da história original
  • Divergência – é o clássico “e se?”. O autor muda um elemento importante da obra original e mostra o que aconteceria nesse cenário (Ex.: “e se os pais do protagonista não tivessem morrido?”)
  • Universo alternativo – são as personagens vivendo em um universo diferente. Nesse modelo, o autor pode dar asas para a imaginação
  • Mesmo cenário, outras personagens – história se passa no mundo criado por outro autor, mas as personagens são criadas pelo autor da fanfic (ex.: uma nova geração de alunos em Hogwarts)

2.     Escolha o gênero da sua fanfic

Assim como livros, as fanfics também têm seus gêneros. Como se trata de um tipo de texto específico, os gêneros de fanfics também têm suas especificidades. Os mais populares são:

  • Mais do mesmo – fanfics que seguem exatamente o mesmo estilo e gênero da história original. Pode se passar antes, durante ou depois dos eventos canônicos. O propósito é prolongar a experiência da obra original
  • Romance – essas fanfics são voltadas para um casal específico, o desenvolvimento de sua relação. É uma ótima maneira de explorar os aspectos da relação que não são apresentados canonicamente (assim como pares que não são casais oficialmente)
  • Smut – em outras palavras, são as fanfics eróticas, para os fãs que querem imaginar suas personagens favoritas fazendo coisas que nunca fariam parte da obra original.
  • Angst – essas fanfics são uma verdadeira imagem de dor e sofrimento. É para ler e chorar
  • Crackfic – histórias sem sentido, bizarras e, em geral, engraçadas. O nome vem da ideia de que o autor deve estar sob o efeito de certas substâncias ilegais para escrever algo tão absurdo
  • Songfic – fanfics que vêm acompanhadas pela letra de uma música, que não só atua como trilha sonora, como também complementa a temática da história e pode até mesmo refletir os pensamentos da personagem

É claro, todos esses gêneros também podem ser acompanhados pelos clássicos ficção científica, suspense, terror, enfim, qualquer gênero que você possa encontrar em um livro.

3.     Escolha o estilo da sua fanfic

Agora que você já determinou o gênero, deve pensar no estilo que deseja para sua fanfic. Muitas vezes, o estilo é algo que vem naturalmente, mas é importante você saber bem que tipo de texto está escrevendo antes de publicar. Os leitores de fanfic gostam de ser bem informados antes de começarem uma nova leitura.

Alguns dos estilos predominantes em fanfics são:

  • Canon – o mais semelhante possível ao original, desde a caracterização das personagens e eventos da história até o tom e ritmo da narrativa
  • Dark – essas fanfics são mais pesadas, apresentando uma visão um pouco mais pessimista do mundo
  • Fluff – são fanfics leves e fofas, nas quais as personagens têm todo o direito de serem felizes e bem românticas
  • Humor negro – essas fanfics combinam uma perspectiva “dark” com um bom senso de humor
  • Drama – fanfics bem emotivas e dramáticas, com direito a muita tragédia e lágrimas
  • Equilibrado – essas fanfics unem bem os momentos tristes e os felizes. Sim, há desafios para se superar, mas a recompensa é grande

4.     Cuidado com os problemas mais comuns em fanfics

Fanfics, da maneira que as conhecemos, não são obras profissionais. Elas são uma maneira de entreter e treinar escritores amadores, que muitas vezes só querem um bom hobby. Mas, é sempre bom se esforçar para fazer o melhor trabalho possível, não é?

Justamente por serem obras amadoras escritas por fãs apaixonados, existem alguns problemas que são bastante comuns nesse tipo de texto. Se você quer escrever uma fanfic incrível, fique ligado para fugir desses problemas:

Não crie uma Mary Sue

As “Mary Sues” são personagens perfeitinhas, que se destacam de todos com suas habilidades incríveis e não tem absolutamente defeito algum. Logo, são personagens mal desenvolvidas.

O principal motivo para se criar uma Mary Sue é a vontade de realizar suas vontades e suprimir suas inseguranças criando uma personagem que é virtualmente perfeita. O problema nisso é que pessoas reais não são perfeitas, logo, personagens também não devem ser.

Se formos bem sinceros, o que realmente nos cativa em personagens não são suas qualidades, mas também seus defeitos. É por meio das imperfeições que podemos realmente nos identificar com a trama.

Então, escreva personagens complexas. Aceite que elas também podem ter defeitos, também podem ter atitudes erradas. Vai fazer muito bem para a sua escrita.

Não sabe bem por onde começar? Que tal praticar com 17 perguntas que você deve fazer às suas personagens.

Não seja OOC (Out of Character)

No mundo das fanfics, usamos o termo “OOC” para se referir a personagens que são caracterizadas de maneira totalmente infiel ao original. Isso é muito comum, afinal, não é a coisa mais fácil do mundo desvendar personagens criadas por outra pessoa. Ainda assim, é um erro.

Quando lemos fanfics, estamos procurando uma extensão da experiência canônica. Se amamos uma personagem, é pela sua personalidade única e complexa. Não adianta escrever uma personagem com o mesmo nome, mas que age de forma completamente diferente.

A solução para isso é nada mais, nada menos do que se empenhar para capturar a essência das personagens. Leia ou assista bastante a obra original. Reflita sobre a personagem. Tente escrever diálogos exatamente da mesma forma que ela falaria. E, acima de tudo, aceite as críticas dos seus leitores!

Escreva um título e sinopse que façam sentido

O título, a sinopse e as tags são alguns dos principais motivos para os leitores escolherem sua fanfic. De preferência, o título deve ser cativante e a sinopse deve resumir de maneira fiel e sincera o enredo da sua fanfic. Conquiste os leitores, mas também mostre a eles do que sua história realmente se trata.

Sinopses malfeitas podem causar frustração nos leitores que esperavam algo diferente ou simplesmente fazer com que você seja ignorado. Nada legal.

Não abandone sua fanfic

Todos os dias, incontáveis fanfics são abandonadas por seus autores. É muito triste e frustrante para os fãs.

Entendemos que a fanfic é, em primeiro lugar, um hobby. Que você tem outros compromissos. Que você pode até mesmo ter enjoado da ideia.

Mas… é um pouco triste para quem lê. Com certeza, tinha alguém acompanhando cada capítulo que você publicava e esperando ansiosamente pelo próximo.

Além disso, completar uma obra de ficção é uma grande conquista. Muitos escritores estão se esforçando até hoje para concluírem um primeiro livro.

Escreva sua fanfic até o fim. Faça um planejamento adequado, evite prolongar a história por mais tempo do que consegue aguentar e mostre que você pode cumprir com esse compromisso.

Tenha um beta reader

Uma das características mais maravilhosas dos fandoms (grupos de fãs, por assim dizer) é o senso de coletivo e a cooperação entre fãs. Quando se trata de fanfics, essa união é ainda mais forte.

Por isso, em comunidades de fanfics, existem muitos beta readers disponíveis. Isto é, um voluntário que está disposto a ler e editar sua fanfic antes da publicação.

Revisar o próprio trabalho não é uma tarefa fácil, e mesmo que a fanfic não seja profissional, é uma boa ideia publicar um texto sem erros gramaticais e com algumas outras melhorias, não é mesmo?

Então, busque um beta-reader assim que possível. E, caso você ainda não tenha um, não tem problema você publicar sua fanfic assim mesmo. A melhor maneira de conseguir um beta-reader é atraindo o interesse de alguém pela sua história.

E aí, autor? Você já escreveu alguma fanfic? Já pensou em publicar ebook baseado nela? Compartilhe suas histórias com a Bibliomundi!

16 Comentários

  1. Maria Helena

    gostei bastante me ajudou muito sou uma iniciante e vc abriu meus olhos de uma forma q eu posso agr escrever cm mais facilidade <3

    Responder
  2. Gisele De Brito Lavor

    Há mais ou menos 28 anos, depois pra acabou o yu yu hakusho eu fiquei muito triste. O final foi repentino e triste pra mim. Fiquei dias e dias querendo algo mais, ver mais coisas, mais histórias. Foi então que eu tive a ideia de fazer uma história alternativa para o meu personagem favorito, Hiei. Eu idealizei, pesquisei, assisti mas umas 3x, e consegui fazer. Mas nunca escrevi!! E Eu fiquei por anos e anos com essa história na minha cabeça.
    Nessa pandemia voltei a assistir e ler o mangá de yu yu hakusho. Deu essa vontade imensa de escrever a história e talvez publicar. Na minha opinião seria algo muito bom, os fãs iam amar, eu eu realizaria o meu sonho!!

    Responder
  3. Wallace

    Eu escrevo uma fanfic sobre Shadowhunters ou instrumentos mortais, eu acho muito relaxante e constantemente estou publicando, eu amo o que eu faço.

    Responder
  4. Enzochimirri

    Deus abençoe esse site para informar mais novatos desse mundo tóxico e destrutivo.

    Responder
    1. Redação

      Obrigado pelo carinho. Continue acompanhando o conteúdo da Bibliomundi.

      Responder
  5. Giselle Lima

    Eu gostei muito desse artigo. Talvez se tivesse lido ano passado, eu teria tido bem mais sucesso com a Ceifadora de Histórias. Muito da demora em publicar se deve à insegurança, mas, hoje já tem um número considerável de leitores e gente que gostou de ela não ser canônica com o universo da Marvel. Ainda assim, gostaria de ter lido esse artigo antes.

    Responder
    1. Redação

      Giselle, agradecemos o interesse sobre o artigo. Esperamos que as dicas sirvam para uma futura publicação.

      Responder

  6. Gostaria de saber se você autoriza a gente republicar o seu artigo em nosso site, deixando toda a referência ao seu blog.

    Responder

  7. Muito boa a matéria, é de grande utilidade para quem quer começar a escrever fanfics.

    Parabéns pelo artigo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *