Concursos literários: devo participar?

Ganhar um concurso literário pode ser uma enorme conquista para um autor, iniciante ou não, mas é preciso tomar cuidado na hora de escolher quais concursos você vai participar.

Hoje em dia, o cenário do mercado editorial é o seguinte: temos uma grande quantidade de escritores que querem publicar livro e uma pequena quantidade de editoras tradicionais dispostas a aceitar manuscritos de autores desconhecidos. Embora a autopublicação seja uma ótima saída, muitos autores ainda sentem falta do sentimento de validação vindo da aprovação de um manuscrito.

Os concursos literários não só oferecem essa validação ao avaliar e decidir qual a melhor obra entre os concorrentes, como também podem oferecer prêmios em dinheiro ou contratos com editoras. Não tem por que não tentar, certo?

Ou talvez tenha. Alguns concursos literários realmente só oferecem benefícios. Outros, nem tanto. É o caso dos concursos pagos. Você deve pagar uma taxa de inscrição, além dos possíveis custos para enviar cópias do seu manuscrito impresso e encadernado por correio (pois muitos concursos não aceitam correio digital), só para concorrer.

Ao se inscrever em um concurso literário, você deve se perguntar se o custo-benefício vale a pena. Boa parte dos concursos exige que as obras enviadas sejam inéditas. Isso significa que você não pode enviar o mesmo título para mais de um concurso. Caso você ganhe e o prêmio seja a publicação da sua obra, algumas editoras exigem a cessão dos direitos autorais.

Tendo isso em mente, fica óbvio que não é possível ou sequer vantajoso participar de todos os concursos literários do mundo. Você precisa fazer uma seleção. Considere:

  • O prêmio oferecido por esse concurso vale a pena para mim?
  • Eu terei muitos gastos para participar desse concurso?
  • Esse concurso é respeitado no meio literário?

Não invista seu tempo, dinheiro e criatividade à toa. Lembre-se que a cada inscrição em um concurso, você já não poderá mais enviar a mesma obra para outro. Se você tem um ótimo livro em mãos, faça valer.

Em geral, são considerados mais confiáveis os concursos promovidos por instituições públicas e/ou de renome. É mal vista a cobrança de taxas de inscrição, pois sugere que o concurso literário tem fins lucrativos, em vez de se comprometer com o incentivo a cultura.

Muitos autores independentes preferem não participar das maiores premiações literárias do Brasil, como o Prêmio Jabuti, pois acreditam que os prêmios estão reservados para autores já consagrados. A tentativa é sempre válida, mas pode ser interessante começar por concursos literários um pouco menores.

O Prêmio Sesc de Literatura, voltado para autores inéditos, é tido com muito respeito por editoras e escritoras. O envio dos manuscritos é realizado por correio digital, o que reduz bastante os gastos do participante, visto que há concursos que exigem até quatro cópias impressas de cada concorrente. O prêmio é a publicação e distribuição do livro impresso pela editora Record, assim como a participação em ações culturais promovidas pelo Sesc.

E essas são apenas duas das opções. Existem diversas outras. Só em 2018 foram realizados cerca de 200 concursos literários no Brasil, segundo o blog Concursos Literários. Você pode escolher a vontade.

Vale a pena participar de concurso literário?

Enfim, qual é a conclusão? Você deve ou não participar de concursos literários? A resposta é: depende. Existem muitos concursos literários sérios, que oferecem prêmios incríveis para os seus ganhadores. Da mesma forma, existem muitos concursos picaretas, que querem lucrar em cima de escritores iniciantes.

É preciso filtrar os concursos literários e descobrir quais valem a pena para você. Alguns autores adorariam ser publicados por uma editora tradicional, mesmo que isso signifique ceder os direitos autorais. Outros prefeririam ganhar um prêmio generoso em dinheiro. Há até mesmo escritores que se sentiriam satisfeitos apenas com a honra de ficar em primeiro lugar.

Alguns escritores podem arcar com a impressão, encadernação e envio das obras por correio. Outros não podem. Cada pessoa tem necessidades diferentes. O que funciona para um pode não funcionar para o outro.

Por isso, não podemos dar uma resposta conclusiva. Leia a fundo sobre cada concurso antes de decidir participar. Veja se não há opções melhores. Decida se vale a pena. E, se valer, vai fundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *