Como escrever cenas de luta em um livro?

Aprender como escrever cenas de luta em um livro é um desafio que autores de determinados gêneros literários precisam superar. Se você publicar ebook de ação, por exemplo, não há escapatória. Em algum momento, o enredo vai pedir uma luta e seria desonesto com os leitores pular essa cena ou fazê-la de qualquer jeito.

Escrever cenas de luta em um livro não é exatamente fácil. Embora, em Hollywood, usem e abusem da ação para manter os espectadores ligados, a verdade é que na literatura, pelo menos, os leitores tendem a ficar distraídos durante as cenas de luta. Caso a sua cena de luta não saia da caixinha e surpreenda, é provável que boa parte dos seus leitores pulem as partes chatas ou até mesmo abandonem o ebook. Nada bom.

Se você pretende escrever cenas de luta em um livro, é provável que pelo menos uma vez na vida tenha lido ou assistido uma luta tão incrível que você se lembra até hoje. Isso é bom. Significa que é possível criar cenas de luta engajadoras, basta ter as armas corretas em suas mãos.

Nas dicas de autopublicação para autores independentes desta semana, vamos ensinar tudo o que você precisa para aprender a escrever cenas de luta em um livro de uma vez por todas!

1.     Descreva apenas as lutas que contribuem para a história

Antes de escrever cenas de luta em um livro, ou até mesmo na hora de editar seu próprio livro e decidir quais cenas são relevantes, você deve avaliar se cada uma dessas lutas realmente deve ser incluída no ebook ou não.

Como já falamos, as cenas de luta têm um grande potencial para entediar o leitor. Logo, a não ser que uma luta contribua para o desenrolar do enredo e cumpra um papel fundamental na história, provavelmente é uma boa ideia excluir a cena e nem perder seu tempo a escrevendo.

Alguns bons motivos para manter uma cena de luta em um livro são:

  • A cena revela uma nova personagem
  • A cena contribui para o desenvolvimento de uma personagem
  • A cena aprofunda a relação entre personagens importantes
  • As consequências da luta têm um papel fundamental no enredo

É claro, os motivos que mencionamos acima são apenas exemplos. Existem outras maneiras em que uma cena de luta pode contribuir positivamente para um ebook. No fim das contas, a pergunta que você realmente deve fazer a si mesmo é: “se eu deletar esta cena, vai faltar um pedaço crucial do meu enredo?”.

2.     Dê ênfase nas emoções e desenvolvimento de personagens

Seguindo essa linha, é importante que você considere as emoções e o desenvolvimento das personagens na hora de imaginar e escrever cenas de luta em um livro. Em geral, o que realmente engaja o público durante as cenas de luta são os sentimentos evocados pela conexão que nutrem pelas personagens.

Em outras palavras, se um leitor gosta muito de uma personagem, é provável que ele torça para que ela ganhe a luta ou pelo menos não saia muito ferida. Se o leitor gosta muito de duas personagens que estão lutando uma contra a outra, é provável que ele fique entusiasmado com todo o potencial de desenvolvimento de personagem e relações que essa luta desencadeia.

Quando falamos de aprofundar e desenvolver relações, não estamos apenas falando de sentimentos positivos. Uma cena de luta pode aprofundar o antagonismo entre duas personagens. Aliás, esse é o caminho mais comum. Alternativamente, pode acontecer uma reviravolta que una duas personagens que costumavam brigar antes.

Por esse motivo, não costuma ser uma boa ideia começar um livro direto com uma cena de luta ou batalha. Sim, é uma boa ideia incluir algum tipo de ação já na primeira cena do livro, mas isso pode ser feito de maneira diferente.

Lembre-se: cenas de lutas são relevantes pelas personagens que estão lutando, as consequências desse embate e as emoções desencadeadas.

3.     Seja criativo e escreva cada cena de luta de maneira única

Se você quer prender a atenção dos leitores durante as cenas de luta em um livro, a criatividade é crucial. Você deve se reinventar a cada cena e mostrar que cada palavrinha do seu texto merece ser lida com atenção.

Para conseguir isso, o primeiro passo é fugir dos clichês de livros, séries e filmes de ação. Faça uma lista de todos os clichês que você já cansou de ver em cenas de luta. Nós vamos ajudar:

  • Personagem dá vários tiros ou golpes no inimigo para, depois de um momento de suspense, provavelmente com cortina de fumaça, descobrir que ele saiu ileso;
  • Personagem luta contra um inimigo habilidoso e desconhecido, com o rosto e/ou corpo coberto, para então descobrir em momento crucial que se tratava de uma mulher;
  • Personagem está prestes a cair de uma grande altura, até que o inimigo o segura para, logo em seguida, soltá-lo novamente.

Reconheceu esses clichês? Tem muito mais de onde eles vieram. Continue a lista até não conseguir pensar em mais nada. Terminou? Muito bem, agora você deve evitar reproduzir cada um dos itens listados, a não ser que você tenha certeza absoluta (mesmo) de que pode reinventá-los de maneira interessante.

Em seguida, pense nas cenas de luta que você já escreveu. De que forma elas se destacam uma das outras? Antes de escrever uma cena nova, pense no que você já fez antes e em como é possível inovar dessa vez.

4.     Use o cenário e habilidades da personagem ao seu favor

Uma maneira excelente de inovar ao escrever cenas de luta em um livro é levando em consideração cada cenário e as habilidades de cada personagem envolvido. Você sabia, por exemplo, que quando a farinha de trigo fica suspensa no ar como pó, ela se torna explosiva?

Se você está escrevendo uma cena de luta em uma cozinha industrial, fábrica de produtos alimentícios ou até mesmo uma despensa bem cheia, uma ideia interessante é fazer uma explosão acontecer.

Inclusive, você pode ir menos longe e fazer uma explosão com gás, mas é divertido surpreender os leitores e até mesmo a personagem adversária com esse conhecimento. Uma personagem poderia usar os sacos de trigo como escudo ou trincheiras, induzindo o adversário a cortá-los e espalhar a farinha, e então sair de cena e provocar a explosão.

Agora, se a sua personagem começou a lutar agora, mas já tem experiência como bailarina, por exemplo, você pode aproveitar os reflexos, destreza e agilidade que a dança exige para torná-la uma lutadora interessante.

5.     Pense de maneira cinematográfica

A perspectiva cumpre um papel marcante nas cenas de luta. Assim como os diretores de cinema usam e abusam de vários ângulos estratégicos para tornar as batalhas extasiantes, você deve pensar em como pode usar a perspectiva ao seu favor quando escreve.

Qual ponto de vista você quer compartilhar com seus leitores? O do protagonista? Ou quem sabe o do antagonista, para dar um toque especial? Às vezes o ideal é utilizar a perspectiva de uma personagem secundária, que não está participando da luta, mas que a assiste ansiosamente, analisando cada movimento com o coração na mão.

A distância também é importante para criar o tom desejado. Pode ser uma boa ideia escrever “de perto”, mostrando cada pensamento, cada reflexo do protagonista. Por outro lado, algumas cenas pedem um distanciamento emocional, uma descrição impassível e distante, que transmite a brutalidade e frieza de certas lutas.

Não se esqueça de medir o tamanho das frases de acordo com o ritmo desejado. Frases curtas transmitem uma sensação de rapidez e intensidade, enquanto descrições longas criam uma sensação de tempo paralisado, prolongado.

Você pode intercalar as duas opções para mostrar uma mudança abrupta no ritmo também. Por exemplo, pode começar com frases longas conforme uma personagem espera o inimigo aparecer enquanto se protege em uma trincheira. De repente, o inimigo ataca e o ritmo acelera com frases curtas.

6.     Pesquise sobre estilos de luta e seja realista

Por último, mas não menos importante, é fundamental pesquisar antes de escrever cenas de luta em um livro. Aliás, é fundamental pesquisar antes de escrever qualquer tipo de cena em qualquer tipo de livro!

É importante pesquisar antes de escrever um livro para proporcionar a dose de realidade necessária para que sua história seja convincente. Isso não significa que o seu ebook deva seguir a realidade de maneira 100% fiel, mas apenas o suficiente para ser verossímil. Isto é, que respeite determinadas regras, sejam as nossas leis da física ou regras fantásticas de um mundo fictício, de modo que a história fique harmoniosa e plausível.

Mesmo que a sua cena de luta envolva personagens com superforça, a não ser que essas personagens também tenham habilidades mágicas de cura, determinados golpes devem ser fatais, por exemplo.

Por isso, se você quer escrever cenas de luta com armas de fogo, pesquise sobre essas armas, vá para um clube de tiro e descubra em primeira mão como é atirar. Se as personagens praticam artes marciais, faça um curso e assista vídeos de competições profissionais. E, é claro, inspire-se em livros e filmes com cenas de luta excelentes.

E aí, autor? O que acha de publicar livro com cenas de luta? Já escreveu alguma cena desse tipo? Compartilhe as suas experiências conosco!

1 comentário


  1. Ótima sugestão sobre as lutas corporais literárias. Em meu último romance tem uma luta corporal do personagem principal e vejo que pela sugestão Bibliomundi que não escrevi um clichê. Gostei.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *