Aprenda a usar rascunhos para escrever

De várias formas, as diferenças cruciais entre um escritor profissional e um amador podem ser encontradas na maneira que cada um lida com os rascunhos para escrever.

Entre os profissionais, o rascunho para escrever tende a ser um campo de exploração da criatividade, um espaço para escrever a vontade, sem amarras, com a digna liberdade criativa que incentiva a produtividade na escrita.

Já os amadores, bem… se formos bem sinceros, muitos escritores iniciantes nem sequer acreditam no conceito de um rascunho para escrever como parte essencial da autopublicação de um ebook.

O resultado? Livros que levam milênios para serem escritos e que, no fim das contas, não tem uma qualidade tão alta assim.

Mas por que isso acontece? Por que é tão importante o rascunho para escrever? E o que são esses rascunhos exatamente?

Os diferentes rascunhos para escrever livro

Em termos simples, o rascunho é nada mais, nada menos do que uma versão não acabada de algo. Logo, os rascunhos de um ebook são todas as versões da obra que não foram publicadas oficialmente. A complicação começa quando um escritor simplesmente não acredita ser capaz de produzir qualquer texto com qualidade inferior a uma versão final.

Escritores com essa mentalidade tendem a se esforçar desde a primeira etapa do processo criativo para criar textos dignos. Cada palavrinha é escrita com cuidado, de forma que o escritor pensa que, ao escrever a última palavra, não precisa mais revisar nada. Assim, os processos de escrita e edição são mesclados.

Para esse escritor, não existe a necessidade de utilizar um rascunho para escrever. Se você é esse escritor e tem a intenção de publicar livro, é preciso superar essa ideia para ontem!

Ainda que você se esforce ao máximo para escrever bem desde o começo, se recusar a utilizar rascunhos simplesmente não é uma estratégia inteligente. Isso porque os rascunhos contribuem para a otimização do processo criativo ao segmentá-lo em etapas, que ajudam o escritor a escrever mais rápido e também a editar seu próprio livro de maneira mais lúcida.

O motivo por trás disso é simples. Quando um autor aceita que está escrevendo apenas um rascunho, uma versão inacabada da sua obra, a tendência é se sentir livre para escrever sem medo, o que faz com que as palavras saiam com mais facilidade e rapidez. Ou seja, você escreverá mais em menos tempo.

Em seguida, ao concluir o rascunho do seu livro, você terá a plena consciência de que o texto que produziu não é uma versão final e que ainda não tem qualidade o suficiente para a autopublicação.

Em vez disso, você vai editar o texto a fundo até estar pronto para publicar ebook. E, como terá separado um tempo apenas para editar, é provável que a qualidade do trabalho de edição também fique mais alta.

Em outras palavras, ao decidir fazer uma coisa de cada vez, a tendência é que você execute cada tarefa melhor e crie um produto final de qualidade mais alta em geral. Lógica simples.

Seguimos então para a próxima pergunta: como escrever rascunho de livro de qualidade? O caminho ideal é organizar e segmentar esse processo ainda mais!

Se, ao separar a etapa de escrita e a etapa de edição o seu trabalho melhora, por que não segmentar o processo criativo em diferentes rascunhos com objetivos diferentes, que contribuem para o aprimoramento do seu processo criativo no total?

Vamos separar os rascunhos em 5 etapas:

  1. O rascunho inicial
  2. O rascunho estrutural
  3. O rascunho bruto
  4. O rascunho cirurgião
  5. O rascunho final

Cada um tem um propósito único na criação de um livro, e você vai entender o porquê.

1.     Rascunho Inicial – Rascunho para Escrever

O primeiro rascunho deve ser uma espécie de “vômito de palavras”, por assim dizer. Sim, soa grotesco, mas essa é justamente a vantagem do rascunho. Nesta etapa, você deve se sentir livre para escrever qualquer besteira que vier à cabeça sem julgamento. Até mesmo um grotesco “vômito de palavras” pode virar uma obra incrível. É só você dar um passo de cada vez.

Em palavras mais gentis: tudo é possível. Siga seu coração. Seja livre e escreva.

2.     Rascunho Estrutural – Rascunho para Escrever

Este é o segundo rascunho. A partir daqui, a autocrítica já é bem-vinda, mas em doses moderadas. O objetivo desta etapa é analisar a sua obra e fazer mudanças estruturais que contribuirão para uma melhoria na qualidade final do seu ebook.

Faça perguntas como:

  • “A narrativa flui bem?”
  • “O texto está coeso e coerente?”
  • “O enredo faz sentido?”

Esta etapa é também um ponto crítico para o seu projeto. Agora é a hora de você decidir se quer continuar escrevendo até publicar o livro ou não.

3.     Rascunho Bruto – Rascunho para Escrever

Este é o terceiro rascunho, e o mais importante que você escreveu até agora. Chamamos de “rascunho bruto” aquele que é quase uma obra publicável, como um diamante bruto que precisa ser polido, mas já tem seu valor. É um manuscrito.

O objetivo agora é reler tudo o que escreveu e decidir se faz sentido. Releia com calma cada capítulo, cada frase, cada ideia. E, é claro, reescrever conforme necessário. Nada de preguiça! Mãos a obra.

4.     Rascunho Cirurgião – Rascunho para Escrever

Chamamos o quarto rascunho de “cirurgião” pois nessa etapa, você vai cortar e substituir toda e qualquer parte do seu livro que não está tão boa. Sabe todo o trabalho que você teve para definir se o seu texto estava fluente e se suas ideias faziam sentido? Agora é a hora de você realmente botar em prática o que aprendeu com suas leituras e releituras.

O objetivo principal desta etapa é eliminar todos os elementos desnecessários do ebook. Nós falamos e repetimos: menos é mais. Se tem algum elemento que não agrega valor ao seu livro, então corte-o fora sem dó nem piedade.

Nesta etapa, e não antes, você pode pedir a opinião de outras pessoas, sejam amigos ou um editor profissional. Quer um conselho? Aceite críticas construtivas, inclusive as que parecem rígidas demais a princípio. É hora de dar adeus aos excessos, ainda que isso signifique deletar capítulos inteiros.

5.     Rascunho Final – Rascunho para Escrever

Parabéns! Você está no quinto e último rascunho. A etapa final para poder publicar ebook a nível profissional. Agora é a hora de revisar o seu livro e garantir que tudo esteja nos eixos. Procure erros de digitação, gramática e avalie também o enredo, caso seja uma obra de ficção, e a estrutura textual.

Este é o rascunho final. Depois disso, é correr para o abraço. Por isso, todo o carinho e atenção do mundo devem ser dedicados a esta etapa. Mas não se assuste. Nem todo cuidado é pouco.

Revise o seu livro inteiro e se, ao chegar ao fim, você sentir que o seu livro está finalizado e o seu editor profissional ou seus amigos de confiança concordarem com você, então muito bem. Você não só pode como deve dar asas à sua mais nova criação e publicar ebook. A essa altura, continuar revisando seria apenas uma perda de tempo e, consequentemente, dinheiro.

Segmente o seu processo criativo em 5 rascunhos para escrever e veja os resultados que isso pode proporcionar!

E aí, autor? Já escreveu seu rascunho hoje? Compartilhe suas experiências e ideias sobre o uso de rascunhos para escrever livros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *