Como aumentar a produtividade para a escrita

Qualquer escritor, iniciante ou não, sabe como pode ser difícil concluir um livro. É um verdadeiro exercício de determinação e disciplina, mais do que de “criatividade”. O que antes era apenas uma ideia se torna um projeto que pode durar longos anos.

A questão é: como se tornar um autor profissional sem produzir livros em tempo viável? Você pode publicar ebooks tão rentáveis que cada um sustente você por uma década inteira ou seguir outra carreira e manter a escrita como hobby. Parece cruel, mas todos temos que pagar as contas.

Nós queremos propor outra solução. Você pode escrever mais rápido, produzir mais. E, não, isso não significa necessariamente diminuir a qualidade do seu trabalho. É uma simples questão de foco e organização.

Como otimizar seu tempo

Um dos pontos cruciais para aumentar a produtividade é reavaliar como você organiza seu tempo de escrita. Não se pode esperar bons resultados sem uma rotina consistente, com dedicação diária. Escrever apenas quando surge a inspiração, além de idealista, não é nada prático.

Por isso, a primeira etapa para se tornar mais produtivo é separar um horário diariamente para escrever. Mesmo que você seja uma pessoa ocupada, o mínimo de tempo já é melhor do que nada. De acordo com a sua disponibilidade, separe de vinte minutos a algumas horas e respeite essa rotina como um horário de trabalho.

A segunda etapa é tentar escolher o melhor horário possível para dedicar ao seu livro. Cada pessoa tem um momento do dia em que se sente mais bem disposta e produtiva. Para algumas, pode ser logo pela amanhã, para outras, à noite. Mas como descobrir o seu melhor horário?

Faça um experimento por pelo menos uma semana. Em um caderno, agenda ou tabela, escreva uma frase simples ou classifique em uma escala de 1 a 10 o quão bem disposto você se sente. Você deve fazer esse exercício de hora em hora, cobrindo todos os horários do dia.

Após algum tempo, você deve identificar em qual horário você costuma se sentir mais produtivo. O ideal é dedicar exatamente esse momento do seu dia à escrita. Assim, as horas que você passa escrevendo serão otimizadas.

Entendemos, é claro, que nem sempre será possível dedicar suas melhores horas à escrita. Mas você pode utilizar essa informação para seu próprio benefício, conhecendo melhor os seus níveis de energia e dedicando pelo menos horas próximas desse horário para escrever.

Melhorando o ambiente de trabalho

O ambiente em que nos encontramos afeta muito nosso estado de espírito e desempenho nas tarefas. Tarefas que exigem concentração e pensamento criativo, como a escrita, pedem ambientes calmos e organizados, além de saudáveis, o de praxe.

Se o seu local de trabalho é muito “poluído”, ou seja, bagunçado, barulhento, com pouca circulação de ar e outros elementos desestimulantes, talvez a melhor solução seja mudar de lugar. Experimente mudanças pequenas, como de um cômodo para outro, ou talvez ambientes públicos de co-working, como cafés e bibliotecas.

Caso a relocação não seja viável, você pode tentar eliminar os elementos desagradáveis e compensá-los com elementos positivos. Que tal limpar e reorganizar seu ambiente de trabalho? Você também pode investir em alguns detalhes, como um quadro branco para organizar as ideias do seu ebook.

Uma solução simples para ambientes com poluição sonora são headphones ou qualquer recurso que bloqueie o som. Ao optar por ouvir música, tente criar playlists estimulantes. Peças instrumentais são excelentes para acalmar e aumentar a concentração.

Outra solução interessante é fazer uma seleção específica de músicas, que podem ser de qualquer estilo, que inspirem você. Aproveite e ouça essa playlist mesmo quando não puder escrever e torne tempo que antes seria inútil, como o transporte, em parte do seu processo criativo.

Melhorar seu ambiente de trabalho não significa apenas torná-lo mais agradável, mas também evitar distrações que atrapalhem a produtividade. Isso inclui redes sociais e diversas outras coisas divertidas, que são difíceis de eliminar.

É possível que você considere certas distrações necessárias para manter a sanidade enquanto trabalha. No entanto, se você sente que perde tempo demais com elas, está na hora de bloqueá-las.

Quando o assunto são redes sociais e sites divertidos, por exemplo, você pode baixar um aplicativo como o Freedom, que impede seu acesso por uma quantidade de horas pré-determinada.

Repense seu processo criativo

Nem tudo pode ser atribuído a fatores externos, como o ambiente em que você se encontra. Às vezes o problema pode ser na própria maneira que você lida com a escrita e o desenvolvimento do seu ebook.

Não que exista um método universal sagrado que garantirá o sucesso para todo e qualquer escritor que utilizá-lo. A escrita é muito mais única e pessoal do que isso. No entanto, existem diversas maneira diferentes de lidar com o processo criativo e é possível que você ainda não tenha encontrado aquela que melhor se adequa à você.

A maioria dos escritores se beneficia em desassociar as etapas de criação e revisão. Pode-se dizer que essas duas etapas se assemelham ao acelerador e o freio de um carro, respectivamente. Se você pisar nos dois ao mesmo tempo, não chegará a lugar nenhum em tempo viável.

Experimente se libertar de qualquer preocupação enquanto escreve. Apenas deixe as palavras fluírem e produza o máximo que puder. A princípio, pode parecer que o resultado será pior, mas não tem problema. Você ainda pode revisar tudo depois! E, como vantagem, provavelmente terá escrito muito mais em menos tempo.

Outra etapa importante para repensar é o planejamento do seu ebook. Mesmo que seja uma obra de ficção, planejar contribui para uma escrita mais rápida e eficiente. Quando você tem um mapa ou traçado do que deve escrever, de preferência organizado em capítulos ou ordem cronológica de eventos, é mais difícil se deparar com bloqueios criativos.

Por outro lado, alguns autores se sentem incomodados com a ideia de saber tudo o que acontecerá em um enredo de ficção antes mesmo de escrever. Abordamos essa questão a fundo no artigo “Enredo: planejar ou deixar rolar”.

Mesmo que essa seja sua preferência, ainda é possível manter uma organização que contribui para a produtividade. Busque listar os eventos que já aconteceram, as informações que você já possui, e experimente pensar um pouco sobre o que pode acontecer a seguir.

Uma técnica excelente é sempre deixar o início da próxima cena pronto ou sinalizado antes de parar de escrever, de forma que ao começar a escrever no dia seguinte, você já saiba onde parou, para onde vai e não precise começar do zero.

Cuide da motivação e bem-estar

Quando o assunto é aumentar a produtividade, não podemos nos esquecer de que somos seres humanos. Mesmo que você tenda a se sacrificar para obter os melhores resultados, ao ignorar suas necessidades e limitações, eventualmente o desempenho cairá. Não há vitória nesse caminho.

Diferente de um objeto que pode ser usado até não servir mais e depois descartado, você é um ser vivo com sentimentos, que depende do próprio bem-estar para continuar trabalhando e produzindo. Sem contar o óbvio, que é sua saúde e felicidade.

Uma solução para todos os casos é praticar exercícios físicos. Sim, é o terror dos sedentários, mas se torna ainda mais importante para pessoas como nós, que decidiram passar a vida trabalhando na frente de um computador, máquina de escrever ou caderninho, para os mais à moda antiga.

Exercícios estimulam o corpo e a mente, aumentam a energia, nos tornam mais saudáveis e felizes, enfim, ajudam em quase tudo. Você se surpreenderia ao ver o quanto se exercitar por pelo menos 10 minutos ao dia pode fazer por sua produtividade na escrita.

Além disso, procure se manter sempre motivado. Dificilmente alguém se aventura na escrita sem ser por amor a essa atividade. Não deixe esse sentimento morrer. Escreva sobre temas e assuntos que interessem a você. Estabeleça metas e dê recompensas a si mesmo sempre que cumpri-las.

E, acima de tudo, respeite seus limites. É melhor escrever em um ritmo saudável, que não seja extremo demais, do que trabalhar até a exaustão.

Para muitos autores, a técnica Pomodoro é uma boa opção. Consiste em dividir seu trabalho em sessões de 25 minutos, com intervalos de três a cinco minutos entre cada sessão. Ao concluir quatro sessões, você pode descansar por um intervalo maior, de 15 a 30 minutos.

Se você sente que os intervalos prejudicam o seu ritmo ou distraem você, não tem problema. Cada pessoa tem suas características individuais, e não é necessário se adequar bem a todas as técnicas. Apenas lembre-se de reconhecer seus limites e se recompensar.

Como você pode observar, o segredo para a produtividade não é nenhum tipo de fórmula mágica, mas o desenvolvimento de hábitos equilibrados e bem estruturados. Organização e disciplina podem mudar vidas, e fazer a diferença que separa um escritor amador de um autor de sucesso.

 

2 Comentários

  1. Wolfgang Dankmar Gunther

    (Exemplo)Quando se trata de escrever livro que trata da… “Histórias do Leste Mato-grossense”, você tem que traçar um perfil e navegar nas memorias, especialmente se você participou daquela evolução como diziam os historiadores Romanos ” Sine Ra et Studio”. quando o historiador estava presente aos fatos, lembrando que os iniciantes são os habituais interlocutores da “historia vista de baixo” enquanto que alguns estudiosos ainda questionam uma ligação entre literatura e história, mas o pós-modernismo nos traz justamente esta proximidade acreditando existir um elo entre ficção e realidade, portanto o mérito da “historia visto de baixo” é ajudar a ligar e compor a historia de uma maneira geral vistos sob outro prisma de historias que são contadas sob a visão elitista. Portanto Orem e peçam ajuda ao Criador e ponham para fora o que esta dentro de seus corações. As gerações futuras saberão nos agradecer. Assim eu espero e acredito. Boa sorte para todos. Wdg.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *