Bella Prudêncio, do refúgio da biblioteca a autora independente

Nascida em Campos de Goytacazes, Rio de Janeiro, em 1997, com apenas 20 anos, Bella Prudencio já é uma best-seller do gênero New Adult.

A jovem autora, que se aventurava escrevendo web novelas, fanfics e poesias online, decidiu investir em uma carreira profissional, publicando suas histórias como autora independente.

Além de romancista, Bella Prudencio é também colunista dos sites Tempo de Amor e Superela, onde compartilha seus pensamentos sobre assuntos como feminismo e sexo.

Confira na íntegra a entrevista realizada pela Bibliomundi com a escritora prodígio

Em seu site, Bella Prudencio revela uma paixão precoce pela escrita. Desde pequena, se dava melhor com os livros do que com os coleguinhas da escola e encontrava seu refúgio nas bibliotecas, onde não precisava enfrentar o bullying.

Aos nove anos, rendeu-se de vez à leitura. Luís Fernando Veríssimo a conquistou com a obra “O Santinho”, que deu início à história de sucesso dessa autora.

Entre suas outras inspirações literárias, ela também afirmou:

“Sou muito apaixonada por Machado de Assis, embora nós dois escrevamos estilos diferentes.”

Quando perguntamos a Bella com quantos anos ela começou a escrever, ela declarou que começou com doze anos. Época em que a menina, fã da famosa novela mexicana Rebelde, resolveu transformar essa paixão em algo mais e começou suas web novelas.

Aos quatorze anos, escreveu sua primeira fanfic, Kiss My Lips, que contava a história de uma mocinha que se apaixona por um bandido que fingia ser estudante do ensino médio. Temática de amor perigoso que lembra um pouco o seu romance best-seller Sebastian, onde o protagonista, embora não seja um bandido, tem o seu charme cafajeste.

Bella Prudêncio, do refúgio da biblioteca a autora independente

Ao chegar no tema Sebastian, perguntamos à Bella qual o segredo para tanto sucesso.

A sua resposta foi singela: “nunca fiz nada, parece até mágica.

A conexão de Bella com a literatura é nítida. Esteve presente em sua vida desde pequena, mas o que levou essa escritora adolescente a autopublicar seus livros?

“Uma vez eu fui a uma palestra com agentes literárias e elas falaram de como a Internet estava sendo um meio mais rápido para a publicação física, a fim de que o escritor já criasse seu público.”

E, depois de publicar seus livros, queríamos saber como era a sensação de ser uma autora independente.

“É prazeroso demais. A interação direta com o leitor é muito boa e facilita muito para saber o que e como melhorar.”

Bella Prudêncio, do refúgio da biblioteca a autora independente

Além de Sebastian, Bella Prudencio também possui diversas outras obras de sua autoria. Através da Bibliomundi, a autora publicou também Vibração Incendiária, O Pecador e Arabella, que também possui uma versão traduzida para inglês.

Na plataforma gratuita Wattpad, na qual ela possui mais de 20 mil seguidores, ela publicou o romance 505, que já conquistou quase meio milhão de visualizações.

Com tantos títulos publicados, é possível sentir a criatividade vibrante da escritora. Mas queríamos a opinião de Bella: por que seus livros devem ser lidos?

“Acho que eles devem ser lidos pois são um trabalho sincero, cheio de amor, feito por uma garota sozinha com seu computador.”

A criança que encontrava conforto na magia da leitura é agora uma autora independente e de sucesso, que transforma o seu amor pela escrita em uma obra concreta.

A trajetória autoral de Bella Prudencio não para por aí. Recentemente, ela fechou um contrato com a editora Aldeia dos Livros para o lançamento do seu próximo livro, Clube dos Suicidas. O que esse projeto significa para ela?

“A realização de um sonho e a concretização do meu projeto como escritora, mas ao mesmo tempo o inicio de uma jornada.”

Sendo assim, perguntamos como ela imagina sua carreira daqui a cinco anos.

“Me imagino com pelo menos mais três romances escritos, pretendo me focar mais no público jovem e crescer na minha carreira alcançando um público maior.”

Para concluir, pedimos Bella para dar um conselho aos autores iniciantes que ainda não lançaram nenhum livro:

“Façam seu trabalho do seu jeito, escrevam o que vocês acreditam, mas também invistam no seu trabalho, numa boa revisão e num bom capista. O visual chama muito a atenção do público.”

Com a obra de Bella Prudencio, podemos observar na magia da leitura uma transição interessante. O pequeno leitor cresce e assume a posição de autor, que visa, então, escrever para a nova geração de jovens e inspirá-los com suas palavras.

Bella é um exemplo de trabalho duro seguido de sucesso. Uma jovem criativa, que transformou o hobby e a paixão da escrita em uma carreira sólida, na qual ela pretende investir cada vez mais.

Compartilhamos um dos best-sellers de hoje. E você, autor, pode ser o de amanhã.

Ainda não leu Sebastian? Mude isso agora mesmo. Compre aqui.

1 Comentário


  1. A jovem Bella Prudencio tem muito a ver comigo nos meus onze anos. Apaixonada pelo Machado de Assis que a fez gostar de escrever. Refugiada em uma biblioteca que a fez conhecer um mundo que poucos ousam caminhar. ÉS BELA EM TODA A SUA ESSÊNCIA.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *